Manaus, 04 de Fevereiro de 2023
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Atendimentos por telemedicina aumentam 24% com ampliação da internet no interior do Amazonas

A internet do projeto Amazônia Conectada, coordenado pela empresa Processamento de Dados do Amazonas S.A. (Prodam), tem contribuído para o aumento de atendimentos de telemedicina em hospitais do interior do estado. A rede foi instalada em abril de 2021, e neste ano, até o mês de outubro, já foi registrado um aumento de 24% na quantidade de atendimentos a distância. Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM).

Em 2021, nos 11 municípios atendidos pela Prodam, 916 atendimentos de telemedicina foram realizados; em 2022, o número aumentou para 1.141. As cidades de Anori (404), Tefé (348) e Barcelos (274) se destacam com os maiores números, neste ano, concentrando 89% das ações.

O projeto é uma parceria entre Governo Federal e Governo do Estado, e tem como objetivo promover a melhoria dos serviços públicos no interior do Amazonas, como explica o diretor-presidente da Prodam, Lincoln Nunes.

“A Prodam tem a obrigatoriedade de colocar as fibras entregues nesses municípios. Então, essa é a nossa obrigação enquanto gestora desse cabo de fibra óptica, tanto para a calha do Rio Negro quanto para a calha do Solimões”, afirma o diretor da empresa.

Iniciado pelo Exército Brasileiro, por meio do Ministério das Comunicações, o Amazônia Conectada atende 11 municípios no Amazonas. São eles Anori, Barcelos, Caapiranga, Coari, Codajás, Iranduba, Manacapuru, Novo Airão, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira e Tefé. Os municípios são conectados por meio da capital, e o cabeamento percorre longas distâncias por meio dos rios, como explica o diretor-presidente da Prodam.

“Existe uma balsa que leva essa fibra, que é produzida em Amsterdã, específica para esse tipo de serviço. Então ela é lançada na água. Nós temos 1.900 quilômetros de fibra esticados daqui até São Gabriel da Cachoeira e daqui até Tefé. Existe um planejamento para fazer a continuidade dele até Tabatinga, então a gente chega até a fronteira”, detalhou Lincoln Nunes.

 

Teleconsultas

O projeto de Telemedicina da SES permite que os pacientes tenham consultas especializadas com profissionais do Hospital Albert Einstein de São Paulo. Além dos 11 municípios conectados pelo projeto da Prodam e do Exército, a Telemedicina chega a outras 22 cidades do interior do Amazonas.

Ao todo, o estado conta com sete especialidades: endocrinologia, neurologia, neurologia pediátrica, pneumologia, cardiologia, psiquiatria e reumatologia.