Manaus, 28 de Março de 2023
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Especialista da Prodam ensina como evitar golpes durante compras on-line no Dia do Consumidor

O mundo inteiro celebra nesta quarta-feira, dia 15 de março, o Dia do Consumidor. A data foi criada há mais de cinco décadas e destaca a importância dos direitos dos consumidores. Nos últimos anos, também passou a fazer parte do calendário do comércio com a oferta de descontos e campanhas promocionais alusivas à data, o que acende um alerta para os possíveis golpes cibernéticos aplicados nesse período.

Segundo a especialista em Segurança da Informação da Prodam, Lilian Gibson, esse é um período em que os consumidores devem ter atenção redobrada, sobretudo, ao optar pelas compras virtuais.

“As compras on-line já estão consolidadas como um hábito dos consumidores. Por isso, nessa época em que a oferta de promoções aumenta, é preciso saber identificar os sinais de que se trata de um golpe e não de uma oportunidade exclusiva e irrecusável”, destacou Gibson.

A especialista lista as estratégias mais comuns usados pelos golpistas para atrair as vítimas. “Criar páginas falsas nas redes sociais. Fingir que é um vendedor e enviar mensagens promocionais tentadoras com prazo curto para a oferta expirar. Encaminhar boletos falsos ou códigos de pix direcionados para suas contas pessoais; essas são as práticas mais comuns”, exemplificou Gibson.

O produto mais visado pelos fraudadores são os smartphones. Eles representam 45% das fraudes, sendo que 72% dos golpes miram na venda de Iphones. Os dados fazem parte de um mapeamento realizado em 2022 pela plataforma de compras e vendas OLX e pela AllowME, ferramenta de prevenção à fraude e proteção de identidades digitais.

Segundo Lilian Gibson, o consumidor deve desconfiar como regra principal. A especialista também separou mais 4 dicas que fazem parte do check-list obrigatório para comprar na internet com segurança.

Check-list de segurança

1 – Pesquise sobre a empresa e a viabilidade da promoção

Por mais tentadora que seja a mensagem, por mais imperdível que pareça o preço, nunca abra um link recebido por meio de redes sociais, assim você evita que um vírus malicioso capture seus dados ou contamine seu dispositivo.

A recomendação, nesse caso, é que procure o site original, pesquise as médias de preços em ofertas, fale com os chats disponíveis ou acesse as promoções ou serviços pelo canal oficial da empresa. Desconfie de preços baixíssimos e fora da realidade para não fazer aquisições de vendedores falsos que nunca entregam os produtos vendidos. Redobre os cuidados e verificações nas compras de produtos usados.

2 – Não utilize redes Wi-fi públicas para fazer compras on-line

São redes que, geralmente, não possuem recursos de segurança e apesar de algumas exigirem autenticação, elas possuem rastreabilidade fraca e não têm criptografia boa. Os dados trafegados na rede Wi-fi, normalmente, podem ser facilmente capturados por terceiros, e um problema ocorrido neste tipo de rede dificilmente será monitorado ou rastreado.

3 – Use cartões virtuais

Na hora do pagamento, se optar pelo cartão de crédito, utilize os chamados cartões virtuais, que podem ser facilmente cancelados ou habilitados. Eles são menos burocráticos, mais rápidos e seguros para usar.

4 – Redobre a atenção ao pagar via PIX

Se optar por pagar via Pix, certifique-se que o valor e o destinatário da transação são os esperados. Por garantia, salve todas as telas da transação realizada.

FOTOS: Divulgação/Prodam

Informações para a imprensa: Assessoria de Comunicação da Processamento de Dados do Amazonas (Prodam): Taianne Mafra (98130- 4469) e taianne.mafra@prodam.am.gov.br).