Manaus, 17 de Outubro de 2021
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Presidente da Prodam recebe visita de generais e oficiais do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército

O diretor-presidente da empresa Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam), Lincoln Nunes, recebeu, nesta terça-feira (28/09), o general de divisão Luciano Guilherme Cabral Pinheiro, chefe de Tecnologia da Informação e Comunicação do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército (DCT), e o general de brigada Carlos Eduardo da Mota Góes, chefe do Centro Integrado de Telemática do Exército (CITEx).

Durante a visita, os generais conheceram o datacenter da Prodam e a infraestrutura de telecomunicação, que está sendo utilizada pelo Governo do Amazonas na implantação do projeto Amazônia Conectada.

“Ficamos bastante impressionados com a estrutura da Prodam, inclusive já vislumbramos algumas oportunidades para aumentar ainda mais esse nível de parceria”, afirmou o general Góes.

Parceria – O general Góes falou ainda sobre o trabalho em conjunto desenvolvido entre o governo do estado, por meio da Prodam, e o Exército. “A Prodam é responsável pela conexão de redes metropolitanas, enquanto o Exército é responsável pelo cabeamento subfluvial ao longo dos rios. A Prodam é uma parceira estratégica, sem a qual não conseguiríamos chegar na ponta de linha”, disse.

Segundo o diretor-presidente da Prodam, Lincoln Nunes, o governo do Amazonas está empenhado em reforçar cada vez mais a parceria com o Exército para levar conectividade ao interior do Estado.

“A Prodam atua como braço tecnológico do governo do estado para levar a conexão do projeto Amazônia Conectada à população do interior. Com essa rede, já temos 28 pontos entre escolas, hospitais e departamentos integrados de polícia conectados, nas 10 localidades beneficiadas pelo projeto. Nossa expectativa é aumentar ainda mais a presença do estado no interior”, afirmou o diretor-presidente da Prodam.

Amazônia Conectada – O Amazônia Conectada é um projeto interministerial do Governo Federal e tem por objetivo implantar fibra óptica nos leitos dos rios da Amazônia, além de trechos terrestres, para interligar cidades e comunidades, e estabelecer canais de transmissão de dados de alta velocidade, seguros e confiáveis.  Atualmente, já recebem o sinal do Amazônia Conectada os municípios: Barcelos, Novo Airão, Iranduba, Manacapuru, Coari, Tefé, Santa Izabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira.

 Informações para a imprensa:  Assessoria de Comunicação da Processamento de Dados do Amazonas (Prodam): Isabela Catarino (99127-4672 e isabela@prodam.am.gov.br).

//