Manaus, 01 de Dezembro de 2021
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490
Ouça a Rádio Agência Amazonas

Especialista da Prodam alerta sobre cuidados para evitar golpes virtuais

Em conversa com a rádio Agência Amazonas, a gerente de projetos Lilian Gibson deu dicas para não ser vítima de crimes cibernéticos

Cada vez mais em uso durante a pandemia, as ferramentas digitais trazem comodidade para a realização de afazeres do dia a dia. Tarefas como pagar contas, transferir dinheiro ou até criar algum tipo de cadastro em lojas ou empresas, podem ser feitas usando apenas um celular e uma conexão de internet. Porém, se antigamente o incômodo era com o tamanho da fila de espera nos lugares, hoje a preocupação maior é para não cair em golpes, algo cada vez mais comum.

 

Em conversa com a rádio Agência Amazonas, nesta quarta-feira (04/08), a gerente de projetos da Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam), Lilian Gibson, esclareceu as principais dúvidas acerca do assunto. Responsável pela implementação da área de Segurança da Informação do órgão de tecnologia do Governo do Amazonas, ela explicou os tipos de crimes cibernéticos mais praticados no estado e como se prevenir da ação de criminosos na internet.

 

“Os crimes cibernéticos são crimes em que os dispositivos informáticos são usados para apoiar o cometimento de crimes usando computadores conectados na internet, celulares conectados na internet e aplicando golpes, fraudes, disseminando softwares maliciosos que capturam dados pessoais”, explicou Lilian.

 

“Esses são os mais vistos nas redes sociais, também o de criptografar o equipamento e pedir o resgate, que é o que a gente chama de ransomware, aumentou muito desde o ano passado”, completou.

 

Cuidados – Com a migração de serviços básicos para o mundo digital, Lilian recomenda que é fundamental ter instalado em seu dispositivo um programa antivírus. Além disso, ela diz que possuir uma conexão segura e não se conectar a uma rede pública ou gratuita para fazer transações bancárias, são os principais cuidados para não cair em golpes.

 

“Ter os aplicativos atualizados no seu celular e também os próprios software do celular atualizados com as proteções de segurança e antivírus, ter certeza de que está entrando no site correto, porque às vezes uma letrinha mal colocada ali leva você para um site malicioso, que quer capturar seus dados”, orienta a especialista.

 

Evento – No período de 9 a 13 de agosto, a Prodam realiza a 14ª edição da Semana da Qualidade e Segurança da Informação (SQSI). Neste ano, a programação do evento conta com palestras sobre cibersegurança, Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e Gestão da Qualidade. O evento é aberto ao público e totalmente gratuito, uma ótima oportunidade para quem deseja se aprofundar no tema.

 

“Quando a gente está consciente das possibilidades de fraudes utilizando esses meios que são muito cômodos para nós, a gente corre um risco menor, porque vai ter mais cuidado, evitando entrar em golpes, evitando participar de fraudes. E, depois, estar lá, muito aborrecido, que é o que a gente tem visto na pandemia”, diz Lilian.

 

As inscrições podem ser realizadas no site www.prodam.am.gov.br, bastando clicar no banner que dá acesso à página do evento Semana da Qualidade e Segurança da Informação – Prodam.  Nesta página, além do link da inscrição, é possível acessar a programação completa do evento e ter acesso ao link das transmissões das palestras.

Visualização da imagem

FOTO: Lucas Silva/Secom

//