Manaus, 26 de Julho de 2021
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Prodam e Ifam assinam acordo de cooperação técnica para o desenvolvimento conjunto de soluções tecnológicas

A Prodam e o Instituto Federal do Amazonas (Ifam) assinaram nesta quinta-feira (05/11) um acordo de cooperação técnica com o objetivo de executarem, conjuntamente, programas, projetos, eventos e cursos, voltados ao ensino, pesquisa e extensão. Celebram a assinatura do acordo, o diretor-presidente da Prodam, João Guilherme de Moraes Silva, e reitor do Ifam, Antônio Venâncio Castelo Branco.

Na prática, a cooperação vai permitir o intercâmbio de informações, produtos e serviços que contribuam para o fomento da tecnologia da informação e comunicação no Amazonas.

“A Prodam possui a infraestrutura tecnológica e o conhecimento profundo sobre como a tecnologia pode melhorar a vida do cidadão amazonense. Já o Ifam possui alunos com muita vontade de aprender e um corpo docente extremamente qualificado. Com o acordo, vamos poder contratar os alunos do Instituto como estagiários e unir o que as duas instituições têm de melhor para desenvolver soluções que contribuam com a gestão pública”, afirmou o diretor-presidente da Prodam, João Guilherme de Morares Silva.

Para o reitor do Ifam, Antônio Venâncio Castelo Branco, a assinatura é um momento de celebração. “Fico feliz com a assinatura do Acordo porque sabemos que a Prodam é uma instituição de referência no Estado, garantindo o funcionamento da infraestrutura estratégica, de TI (Tecnologia da Informação) e de Internet”.

Jubileu de Ouro – A assinatura do acordo de cooperação técnica com o Ifam faz parte das ações de comemoração em torno dos 50 anos de criação da Prodam, celebrado em 10 de julho deste ano. Ao longo deste ano a Empresa já assinou contrato com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) e com o Instituto de Tecnologia e Negócios do Norte (ITN).

“Apostamos na parceria com esses centros de excelência que deverão, sob orientação da Prodam, desenvolver soluções de governo digital”, afirmou Guilherme.

//