Manaus, 25 de Novembro de 2020
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Data Center PRODAM

Alta disponibilidade e segurança dos dados

Data Center

Sistemas de informação

Desenvolvimento de soluções em software sob medida

Sistemas de Informação

Serviço de Infraestrutura

Projetos de redes elétricas e lógicas

Serviços de Infraestrutura

Serviços de Rede

Serviços especializados de rede

Serviços de Rede

Assistência Técnica

Suporte e assistência técnica

Assistência Técnica

Certificado Digital

Prodam Certificado Digital

Certificado Digital

Prodam comemora 50 anos com assinatura de acordos de cooperação técnica

No ano em que comemora 50 anos de atividades, a Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam) dá provas de que continua na vanguarda da tecnologia pública e assina, de forma inédita, uma série de acordos de cooperação técnica com institutos, fundações e universidades ligadas à área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

De acordo com o diretor-presidente da Prodam, João Guilherme de Moraes Silva, os acordos são uma inovação na área governamental. “A transformação digital não exige inovação apenas em produtos e serviços. Também precisamos inovar nos nossos processos. Para isso, apostamos na parceria com esses centros de excelência que deverão, sob orientação da Prodam, desenvolver soluções de governo digital. É um novo modo de fazer, mas o objetivo continua o mesmo: facilitar, por meio da tecnologia, o dia a dia do cidadão amazonense”, afirmou.

O primeiro acordo assinado foi com o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT), para o desenvolvimento de projetos no âmbito do Programa Prioritário de Economia Digital (PPED). O programa é uma iniciativa do Governo Federal coordenada em Manaus pelo INDT, e tem como objetivo criar um polo tecnológico de inovação global na Amazônia.

“Sempre almejamos utilizar verba de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) na Prodam, mas ainda não tínhamos encontrado um modelo que fosse viável para a nossa realidade. Com esse programa, será possível fomentar uma série de soluções de governo baseado nosso enorme banco de dados”, explicou o diretor técnico da Prodam, Heleno Ferreira. Com o mesmo objetivo, também foi assinado um acordo de cooperação técnica com o Instituto de Tecnologia e Negócios do Norte (ITN).

Outra parceria a ser firmada é com o Instituto Federal do Amazonas (Ifam). Para tratar dos últimos detalhes do acordo, o diretor-presidente da Prodam se reuniu, no dia 15 de julho, com o pró-reitor de Extensão em exercício, Luiz Carlos Ferreira, e o pró-reitor de Pesquisa, José Pinheiro.

“Com o Ifam, além do desenvolvimento de aplicativos com a verba de P&D, nossa parceria também proporcionará a contratação de estagiários das diferentes áreas da tecnologia”, afirmou João Guilherme.

A diretoria da Prodam também está articulando acordos semelhantes com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Banco de Ideias – Para definir quais projetos serão desenvolvidos em parceria com os institutos parceiros, o Departamento de Produtos e Marketing  da Prodam vem trabalhando na estruturação de um banco de ideias.

“Fizemos um estudo para identificar projetos que foram, em algum momento, demandados por clientes ou que a Prodam enxergou como necessários, mas que, por motivos diversos, ainda não foram realizados. A partir dessa lista, identificamos o que é prioritário, do ponto de vista do interesse público, e chegamos a 41 potenciais projetos”, explicou Heleno Ferreira.

O banco de ideias contém projetos das áreas de educação, trânsito, administração, setor rural e produtivo, que podem ser agrupados em quatro áreas principais: automação de processos, machine learning, inteligência artificial e IoT (Internet das Coisas, na sigla em inglês).

Próximos passos – “Já compartilhamos nosso Banco de Ideias com o INDT, e eles já estão avaliando quais projetos se enquadram nas regras do Programa Prioritário de Economia Digital. Após essa seleção, o instituto deverá buscar as startups para desenvolver os projetos”, finalizou Heleno.

//