Manaus, 10 de Agosto de 2020
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Data Center PRODAM

Alta disponibilidade e segurança dos dados

Data Center

Sistemas de informação

Desenvolvimento de soluções em software sob medida

Sistemas de Informação

Serviço de Infraestrutura

Projetos de redes elétricas e lógicas

Serviços de Infraestrutura

Serviços de Rede

Serviços especializados de rede

Serviços de Rede

Assistência Técnica

Suporte e assistência técnica

Assistência Técnica

Prodam celebra 50 anos de atuação

Empresa Processamento de Dados Amazonas S.A completa seu cinquentenário nesta sexta-feira (10/07)

 

Quando foi concebida, em 1970, pelo então governador Danilo Matos Areosa, a Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam) nasceu com a missão ambiciosa de ser o “cérebro eletrônico” do Governo do Estado. Desde lá a empresa expandiu muito seu campo de atuação, e atualmente, ao completar 50 anos de existência, nesta sexta-feira (10/07), é reconhecida não apenas por automatizar processos governamentais, mas por transformar, por meio da tecnologia, a vida de milhões de cidadãos amazonenses.

 

Hoje, a Prodam conta com um quadro de 389 funcionários, sendo que a maioria (78%) integra o quadro de técnicos nas diversas áreas da Tecnologia da Informação e Comunicação.

 

“São esses profissionais os principais responsáveis por fazer com que serviços como o pagamento de funcionários públicos, a emissão de carteiras de motoristas e as matrículas das escolas estaduais e municipais, entre centenas de outros, aconteçam de maneira totalmente on-line”, explicou o diretor-presidente da Prodam, João Guilherme de Moraes Silva.

 

Além de todos os órgãos públicos estaduais, a Prodam atende órgãos municipais, federais, prefeituras do interior, órgãos dos poderes Judiciário e Legislativo, e empresas do setor privado. Para atender a todos esses clientes, a empresa estruturou os seus serviços em cinco eixos principais, como explica o diretor técnico Heleno Ferreira.

 

“Hoje, nossas principais áreas de atuação são Conectividade e Telecom, Datacenter Seguro, Desenvolvimento de Softwares, Gestão de Serviços de Segurança da Informação e Gestão de Serviços Públicos. Também prestamos serviços de consultoria e assessoria”, explicou Heleno.

 

Futuro – A estratégia da Prodam para os próximos quatro anos é estruturar o projeto de transformação digital do Governo do Amazonas.

 

“Se tem uma lição que aprendemos ao longo dos últimos 50 anos é que a tecnologia precisa estar a serviço do cidadão. Por isso, estamos focados no desenvolvimento de projetos de Governo Digital e Cidadão Digital. A tecnologia será cada vez mais utilizada para tornar os processos mais eficientes, reduzir gastos, e aproximar cada vez mais a população dos serviços públicos”, afirmou João Guilherme.

 

O diretor-presidente cita os cases de Educação e Trânsito como exemplos do Governo Digital. “O Amazonas é referência, no Brasil inteiro, quando o assunto é tecnologia educacional. A Prodam vem, ao longo dos anos, aprimorando cada vez mais o sistema de gestão educacional. Hoje, professores contam com pagelas eletrônicas, pais têm acesso on-line ao rendimento escolar dos filhos, e a matrícula nas escolas públicas é feita de maneira totalmente digital”, disse.

 

Já na área de trânsito, o Amazonas possui um sofisticado sistema de gestão que se conecta ao Governo Federal, possibilitando a existência da plataforma Detran Digital.

 

“No portal Detran Digital está disponível uma série de serviços de trânsito que podem ser consultados e/ou realizados de maneira on-line, como renovação da CNH Provisória; solicitação da segunda via de CNH; agendamento de exame de Legislação e Direção; emissão da Licença para Aprendizagem de Direção Veicular; informação sobre Prontuário do Condutor, entre outros”, afirmou João Guilherme.

 

Infraestrutura – Para que todos esses serviços funcionem, a Prodam investe no que há de mais moderno em infraestrutura. Em 2018, a empresa iniciou a mudança da sua plataforma tecnológica, abandonando o uso do mainframe (computador de grande porte para processamento de grande volume de dados) e livrando-se de uma dependência de décadas da IBM.

 

“Usamos o mainframe por mais de 40 anos porque durante muito tempo era realmente o que havia de mais moderno no mercado. No entanto, com a evolução tecnológica, abriu-se um leque de opções tão ou mais vantajosas que o mainframe, e a Prodam optou pela plataforma hiperconvergente, que opera com o sistema operacional Linux”, explicou Heleno Ferreira.

 

Atualmente, a empresa conta com um parque tecnológico capaz de atender à demanda de Estado, mas também de grandes empresas privadas, como a varejista TV Lar. “Temos à disposição dos nossos clientes um datacenter consolidado, robusto, altamente escalável e protegido contra ataques, intempéries e instabilidades elétricas. Também oferecemos a opção de cloud conhecida como Nuvem Prodam, uma solução mais econômica, mas que garante a confiabilidade, a integridade e a disponibilidade dos dados armazenados”, explicou Heleno.

 

Comemorações – Por conta da pandemia de Covid-19, as celebrações em torno dos 50 anos da Prodam foram temporariamente suspensas. “Infelizmente, não será possível realizamos grandes celebrações como havíamos planejado. Vamos comemorar como o momento exige, obedecendo às regras de distanciamento social e garantindo a saúde dos nossos empregados”, garantiu o diretor-presidente João Guilherme.

 

Entre os projetos de comemoração previstos está a publicação de um e-book com a história da Prodam e homenagens aos empregados que possuem maior tempo de casa.

 

FOTOS: Acervo/Prodam

//