Manaus, 22 de Março de 2019
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Data Center PRODAM

Alta disponibilidade e segurança dos dados

Data Center

Sistemas de informação

Desenvolvimento de soluções em software sob medida

Sistemas de Informação

Serviço de Infraestrutura

Projetos de redes elétricas e lógicas

Serviços de Infraestrutura

Serviços de Rede

Serviços especializados de rede

Serviços de Rede

Assistência Técnica

Suporte e assistência técnica

Assistência Técnica

Governo do Amazonas estuda sistema de gestão informatizada da Saúde desenvolvido pelo Paraná, referência nacional

Divulgação: Celepar

O Governo do Amazonas estuda informatizar a gestão da Saúde, com a integração das unidades de atendimento. Um dos modelos em análise é o desenvolvido pelo Governo do Estado do Paraná, o Sistema de Gestão Hospitalar e Ambulatorial do SUS (GSUS), referência no País, com mais de dez anos em operação.

Na sexta-feira passada (22), o vice-governador e secretário de Saúde do Amazonas, Carlos Almeida, e o diretor-presidente da PRODAM, João Guilherme de Moraes Silva, conheceram o modelo de gestão paranaense, desenvolvido pela estatal local, a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar).

“Precisamos informatizar a gestão e integrar as unidades de saúde, isso é fato e importante. O GSUS será apresentado aos nossos gestores, avaliaremos prós e contras e a disponibilidade financeira do Estado para esse investimento”, destaca o vice-governador e secretário de Saúde, Carlos Almeida.

Entre os benefícios para o cidadão, o GSUS proporciona o acompanhamento, pela internet, do agendamento à transferência e cancelamento de consultas e exames. Em cada alteração, o paciente é avisado por mensagem de celular. Essa transparência, combate, por exemplo, filas paralelas no sistema de regulação.

 

Prontuário eletrônico “Outro importante ganho proporcionado por uma gestão informatizada é o uso do prontuário eletrônico. Por intermédio dele, todas as unidades da rede de Saúde podem acompanhar as consultas e exames que o paciente já realizou, bem como tratamentos. Dessa forma, é possível evitar, por exemplo, que o mesmo paciente repita exames desnecessariamente”, afirma o secretário.

Os benefícios do GSUS, apresentados na Celepar ao secretário de Saúde, se devem a avanços do Sistema informatizado, como: 1 – Atendimento ambulatorial, pronto-atendimento e internação integrados entre as unidades de saúde; 2 – Controle de evolução médica, enfermagem e terapeutas interligados; e 3 – Controle de rastreabilidade de medicamentos e insumos. Esse procedimento informatizado combate desperdícios, proporciona o adequado abastecimento das unidades de saúde, além de cuidar que o paciente receba a medicação correta.

 

Custo-benefício

Para o diretor-presidente da PRODAM, João Guilherme de Moraes, é mais eficiente para a gestão pública a adoção de um sistema já utilizado. Atualmente, a rede de Saúde do Amazonas possui sete sistemas, que não se comunicam.