Manaus, 20 de Novembro de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Colaborador da PRODAM tem artigo aprovado em evento internacional; Confira!

O analista administrativo da Supervisão de Desenvolvimento (SPDES) e professor universitário, Afonso Fonseca, teve artigo aprovado no Congresso Internacional de Administração, que ocorrerá em setembro na Universidade Estadual de Ponta Grossa – Paraná e reunirá profissionais de toda a América Latina. O estudo foi realizado junto com outros dois colegas de profissão, Américo Minori e Raimundo Morais, também professores, e teve como objetivo determinar os índices de eficiência de nove setores do Polo Industrial de Manaus (PIM) por meio da análise de dados, disponibilizados pela Suframa, relativos aos anos de 2010 e 2014.

 O trabalho compara os índices de eficiência dos setores do PIM em ano de não crise (2010) e crise (2014) por meio das seguintes variáveis: faturamento, aquisição e mão-de-obra. Dentre os setores analisados, estão: químico, relojoeiro, eletrodomésticos, papelão, metalúrgico, duas rodas, termoplástico, mecânico e de isqueiros, barbeadores, canetas e descartáveis.

“Os anos de análise – 2010 e 2014 – foram escolhidos a partir da identificação do PIB brasileiro, disponível no site do Ipeadata. Em seguida, identificamos os valores das variáveis de cada setor. Para o cálculo da eficiência setorial foi utilizado o Sistema Integrado de Administração (SIAD), software livre desenvolvido pela Universidade Federal Fluminense (UFF)”, comenta o analista administrativo da PRODAM, Afonso Fonseca.

Por causa dos compromissos de trabalho e as orientações de doutorado que precisa receber em Brasília, Afonso Fonseca, que é líder do grupo, indicou Raimundo Nonato, um dos coautores para apresentar o artigo no Congresso. Afonso conta que o Congresso é um sucesso todos os anos, pois, além da participação acadêmica, empresários, empreendedores e executivos comparecem em busca de novas metodologias de gestão e inovações na produção.

Motivação para novos trabalhos

Os artigos apresentados no Congresso passam por uma outra seleção, que tem o resultado divulgado no próprio evento para receber uma premiação. Eles são classificados pela área temática em que foram inscritos (empreendedorismo, gestão pública e pesquisa operacional). O primeiro colocado recebe troféu e certificado, os segundo e terceiro lugares receberão certificados. “A premiação não é um valor econômico, mas de reconhecimento. Além disso, os artigos premiados comporão um livro que é publicado pela organização do evento”, concluiu Afonso.

 “É algo extraordinário e de orgulho a aprovação de um artigo em um congresso que reúne profissionais de toda a América Latina, pois demonstra que temos conhecimento e capacidade para produzir trabalhos científicos na nossa Região e estarmos entre os melhores, muitos deles doutores”.