Manaus, 27 de Abril de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

PRODAM desenvolve aplicativo Matrículas Amazonas

011A PRODAM acaba de desenvolver o aplicativo Matrículas Amazonas, que funcionará como uma ferramenta para a população que deseja se matricular no próximo ano letivo na rede pública de ensino (estadual e municipal). O lançamento do app será realizado nesta sexta-feira (16), às 9h,  na sede do Governo.

A partir desta sexta, a tecnologia estará disponível na Google Play Store, loja virtual do Android, e na primeira semana do mês de janeiro a expectativa é que os usuários da plataforma iOS também passem a contar com a novidade.

Através do aplicativo, o usuário também poderá ter acesso ao calendário de matrículas e transferências, além de consultar as vagas disponíveis. De acordo com o analista de TI da PRODAM, Marcelo Pereira, a criação da tecnologia foi motivada pela quantidade de acessos via dispositivo móvel para a realização das matrículas para o ano letivo de 2016. “Registramos que quase a metade dos acessos foram realizados via smartphones e tablets”, informou.

Com o objetivo de aumentar ainda mais a capacidade do site www.matriculas.am.gov.br, para que mais uma vez a população tenha tranquilidade para a realização de matrículas e transferências, a equipe da PRODAM ficou responsável também por fazer alterações essenciais, deixando a navegabilidade do site mais atraente e intuitiva.

Neste ano, através do site desenvolvido pela PRODAM, o Sistema de Gestão Integrado Educacional do Amazonas (SIGEAM) registrou o aumento de 819,61% nas matrículas online. Das 176.477 matrículas, do dia 11 a 27 de janeiro, 103.852 foram feitas via internet. No ano passado, foram realizadas 157.793 requisições, sendo que apenas 11.293 foram feitas via internet.

Do total de matrículas realizadas este ano, ao todo 98.454 foram para a rede estadual de ensino. Mais de 57.500 delas foram realizadas via internet, o que representa 1.014,44% a mais que no ano passado.  A rede municipal também registrou aumento significativo, cerca de 655,70% a mais que em 2015.

Comparadas ao ano passado, as solicitações de matrícula presencial caíram em 50,43%, ou seja, 72.625 pais e responsáveis que não necessitaram mais ir de madrugada para a porta das escolas, tomar sol e chuva, para garantir uma vaga para os filhos na escola. E a expectativa é que para 2017 este número sofra uma queda ainda maior.