Manaus, 19 de Novembro de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Soluções da PRODAM modernizam a UEA

ueaA PRODAM está trabalhando em uma série de projetos e serviços visando modernizar a infraestrutura tecnológica da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). “Investir em TI tem se mostrado uma excelente estratégia para empresas, órgãos e instituições diminuírem custos, impulsionarem a sua eficiência, produtividade e a sua competitividade, e a UEA está alinhada com este pensamento”, destacou o analista de negócios da PRODAM, Hiram Lopes.

Entre os serviços contratados pela universidade a serem realizados e em andamento estão a instalação de redes Wi-fi em sete unidades da UEA na capital e em seis do interior, além de implantação de links nos prédios da Reitoria, Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI), Odontologia e Formação de Oficiais, e criação de quarenta pontos de rede lógica na Escola Superior de Tecnologia (EST).

A UEA também está investindo em softwares para a biblioteca, sistema e-Clipping para o setor de comunicação, intranet para os servidores, servidor Jasper Report para elaboração de relatórios e treinamento para o uso da ferramenta, SPROweb para o acompanhamento e controle de documentos protocolados, manutenção das redes lógicas de dezoito unidades da universidade no interior do Estado e o desenvolvimento da rotina web de planejamento das atividades dos professores para o semestre.

De acordo com o diretor presidente da PRODAM, Márcio Silva de Lira, a parceria com a UEA deve beneficiar servidores, alunos e público externo da instituição. “Com o investimento, a universidade passará a ter os processos padronizados, o que os tornará mais ágeis e cômodos, já que as informações serão processadas em tempo real”, comentou.

Márcio destaca que devido à referência em TI na região Norte, a PRODAM tem participado de reuniões com o intuito de expandir negócios e apresentar soluções e inovações no segmento para empresas, instituições e órgãos inclusive em outros estados.  “Mesmo com o cenário econômico desfavorável, as empresas têm buscado aproveitar o momento para investir em tecnologia e alinhar com as necessidades de mercado”, aponta o diretor presidente da PRODAM.