Manaus, 26 de Abril de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

NIC.br promove minicurso gratuito em Manaus sobre novo Protocolo Internet

IPV6 Brail 2O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), com apoio da empresa de Processamento de Dados Amazonas S/A (PRODAM), realizará em Manaus, no dia 14 de novembro, minicurso gratuito sobre IPv6, novo Protocolo para o endereçamento na Internet.

O minicurso será ministrado pelo Gerente de Projetos e Desenvolvimento do NIC.br, Antônio Moreiras, e tem como objetivo apresentar o protocolo IPv6, a nova versão do Protocolo Internet, que é a principal base tecnológica da rede mundial. O IPv6 passará a ser utilizado tendo em vista que  os endereços livres no IPV4 (versão do protocolo mais utilizada hoje) estão se esgotando.

Conforme explica a Líder de Projeto de Certificações de Segurança na PRODAM, uma das organizadoras do minicurso, Lílian Gibson, é necessário que as corporações conheçam o IPv6 e o implante em suas redes. “A maior parte das aplicações de voz e dados, nas redes corporativas, funciona utilizando a tecnologia IP, a mesma da Internet. Além disso, atualmente, é raro encontrar uma empresa que não use de alguma forma a própria rede mundial em seus processos de negócio. Por isso, não há como fazer a transição para o IPv6 na Internet sem afetar a área de TI das empresas. O problema não afeta apenas os provedores de Internet, mas também empresas usuárias da rede e o governo.  O assunto é sério o suficiente para ser comparado com o bug do milênio, por alguns. Contudo, muitos gestores ainda ignoram a questão”, alerta.

A atuação do governo, órgãos e empresas públicas é essencial para a implantação do IPv6 na Internet. “Ao atuar em prol da implantação do novo protocolo, o poder público zela pela estabilidade da rede, por sua continuidade, e pelos benefícios que traz aos cidadãos. A implantação do protocolo nas redes das instituições públicas é necessária para garantir o acesso de todos a seus serviços”, afirma Lílian.

Além de apresentar o novo protocolo, o curso mostrará o estágio atual do uso do IPv6 no Brasil e o que é necessário para fazer a migração. Durante o minicurso, os participantes também vão conhecer aspectos de administração e segurança do novo protocolo. O minicurso terá prática no emulador de redes CORE e os participantes devem levar seus notebooks para realizarem a parte prática.

O minicurso promovido pelo NIC.br faz parte da programação da Semana da Qualidade e Segurança da Informação que será realizada pela PRODAM nos dias 12, 13 e 14 de novembro. O evento é realizado todos os anos e nesta edição tem como tema “Desafios da Qualidade e Segurança da Informação”.

Como se inscrever

As inscrições para o minicurso podem ser realizadas pelo endereço cursos.ceptro.br/evento/41

É preciso primeiro cadastrar-se no sistema, para depois se inscrever. Na hora da seleção do curso a se inscrever, deve-se escolher entre as opções, o curso do dia 14/11/2013, em Manaus.

 

Serviço:

Minicurso IPv6

Data: 14 de novembro

Horário: das 8h às 17h30

Local: Auditório da PRODAM. Rua Nhamundá, 350, Praça 14 de Janeiro.

Público alvo: engenheiros, analistas e técnicos de redes de provedores, faculdades, órgãos de governo e empresas da região.

Mais informações: (92) 2121-6457

Conteúdo do Minicurso:

– Esgotamento do IPv4 e importância do IPv6

– Estado atual da implantação do IPv6

– Diferenças em relação ao IPv4

– Endereços IPv6 e plano de endereçamento

– Funcionamento básico do IPv6

– Tópicos de Segurança

Instrutor: Antonio M. Moreiras

Moreiras é Gerente de Projetos e Desenvolvimento do CEPTRO (Centro de Estudos e Projetos em Tecnologias de Redes e Operações) no NIC.br. Atualmente, coordena o IPv6.br, uma iniciativa para a disseminação do IPv6 no país. É responsável pela disponibilização gratuita da Hora Legal Brasileira na Internet, via NTP, pela realização de estudos sobre a Web e por treinamentos direcionados a provedores. Moreiras é membro fundador da ISOC Brasil e membro consultor das comissões de Ciência e Tecnologia e de Crimes de Alta Tecnologia da OAB/SP. Por formação, é engenheiro eletricista (1999) e mestre em engenharia (2004), pela POLI/USP, com MBA em pela UFRJ (2008) e especializações em Governança da Internet pela Diplo Foundation (2009) e South School of Internet Governance (2010). De 1999 a 2007 trabalhou na Agência Estado, onde, dentre outras atividades, coordenou a equipe de qualidade de software. De 2002 a 2007 foi também professor em cursos de Computação e Redes na Unicid, Faculdades Tancredo Neves e Faculdades Radial.