Manaus, 24 de Junho de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Certificação é sinônimo de diferencial competitivo, no segmento de TI

IMG_2841

Renato e Lelson são alguns dos profissionais que investem em certificações

Testes de certificação profissional do setor de Tecnologia da Informação (TI) podem representar o passaporte para uma posição de destaque, nas empresas desse segmento. As certificações são, no mínimo, um importante diferencial competitivo para os profissionais do mercado de TI, que estão buscando, cada vez mais, esse tipo de credenciamento, afirma o diretor-presidente da empresa Processamento de Dados do Amazonas S/A (Prodam), Tiago Paiva.

O diretor explica que, em linhas gerais, a certificação comprova que o profissional domina o conteúdo técnico em uma determinada área de atuação e que é capaz de desenvolver atividades específicas, nesse segmento. As credenciais são, geralmente, emitidas por entidades reguladoras internacionais, após a realização de provas, que exigem conhecimento técnico de média e alta complexidade, e que testam as habilidades do candidato.

Paiva destaca que para estabelecer como meta a obtenção de um certificado, o profissional deve projetar o próprio futuro e fazer a escolha com base na área na qual pretende evoluir na carreira e que, também, ofereça um cenário positivo de valorização no mercado. Atualmente, por exemplo, os gestores de TI estão apostando em computação em nuvem e infraestruturas convergentes, o que indica que os profissionais devem estar atentos a qualificações nesses segmentos.

Uma das certificações mais perseguidas pelos profissionais de TI é o certificado de Project Management Professional (PMP), a credencial profissional mais reconhecida e respeitada para quem atua nesse segmento. A Prodam, que é um órgão do Governo do Amazonas, conta, atualmente, com cinco profissionais PMPs e três com a certificação Control Objectives for Information and Related Technology (Cobit), credencial voltada para a área de Governança em TI.

Certificado em PMP e Cobit, o chefe da Divisão de Apoio ao Desenvolvimento de Software da Prodam, Renato Borges, frisa que ao obter a credencial de Governança em TI, o profissional comprova que tem uma visão mais estratégica. A credencial pode representar, também, um fator de decisão para o empregador, no caso de uma seleção de emprego. “Contar com um profissional que saiba de que forma deve atuar é, com certeza, um diferencial. Para o profissional, pode ser, inclusive, o fator decisivo para a escolha dele em uma seleção”, ressaltou.

Fucapi tem profissional certificado

O analista de segurança sênior da Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi), Rhandsaissem Tavares Leal, é outro profissional de TI, que investe na carreira, através das certificações. Ele foi aprovado, recentemente, para receber duas importantes credenciais. A primeira foi no programa CISM (Certified Information Security Manager), que certifica a experiência em gestão de segurança da informação. Com a certificação, o profissional comprova que pode diagnosticar, projetar e supervisionar práticas de segurança da informação em uma organização.

O analista também passou na prova de certificação do CBCI (Business Continuity Institute Certificate), que atesta a experiência a respeito de práticas técnicas e de gestão para o desenvolvimento de soluções de continuidade de negócio. “Além de ser um diferencial muito grande na minha carreira, essas certificações vão me ajudar significativamente a demonstrar aos gestores a justificativa nos investimentos em segurança da informação. Com isso, vamos otimizar o trabalho em diversas áreas”, frisa.

PMP: como obter o certificado

O PMP é uma certificação desenvolvida e mantida pelo Project Management Institute (PMI). Para obtê-la, o profissional precisa ter conhecimentos específicos da área e estar apto a seguir o código de conduta profissional. Há seis credenciais disponíveis, em todos os níveis de escolaridade.

Os interessados podem efetuar inscrições no site PMI do Brasil (http://brasil.pmi.org). Alguns candidatos podem também passar por um processo de auditoria. Conforme explica o líder de Gestão de Projetos de Desenvolvimento da Prodam, Lelson Lopes, que também participou desse processo, nessa fase, o órgão solicita que o candidato envie os projetos de que já participou e mande os documentos necessários que comprovem sua participação para o PMI, nos Estados Unidos. Na prova do PMI, o candidato deve acertar, no mínimo, 60% das questões.