Manaus, 23 de Setembro de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Professores do Amazonas trocarão pagelas por Diário Digital, desenvolvido pela PRODAM

Vinte e uma escolas da rede estadual de educação passarão a utilizar, até o fim deste ano, o Diário Digital, no lugar dos antigos diários de classe, mais conhecidos como pagelas. O Diário Digital é uma nova e moderna ferramenta web de trabalho para educadores, desenvolvida pela equipe da Supervisão de Sistemas de Educação da PRODAM, e que compõe o Sistema Integrado de Gestão Educacional (Sigeam), administrado pela Seduc. A meta do Governo do Amazonas é adotar a ferramenta em toda a rede estadual de ensino, nos próximos anos.

O Secretário de Estado de Educação do Amazonas, Rossieli Soares da Silva, destaca que a Seduc vem incorporando de forma planejada e contínua a utilização de sistemas informatizados na gestão escolar. Segundo  Rossieli, o Diário Digital é uma importante ferramenta de acompanhamento e monitoramento do estudante, tanto do ponto de vista quantitativo quanto qualitativo, pela escola. “O Diário nos permite um gerenciamento em tempo real, de informações como a quantidade de faltas e das notas dos nossos estudantes. Com base em relatórios que podem ser gerados sobre o quadro de desempenho do aluno, o professor e a escola podem intervir de forma muito mais eficaz”, destaca.

O diretor presidente da PRODAM, Tiago Paiva, explica que o software é uma espécie de agenda eletrônica, na qual professores podem armazenar, virtualmente, informações como frequência, conteúdo ministrado, agendamento de avaliações, lançamento de notas e conceitos, além de permitir melhor avaliação do desempenho dos alunos. Paiva frisa que a proposta é substituir, aos poucos, os diários escolares impressos, agregando em um único sistema o histórico do aluno. “Uma das vantagens do sistema é que o educador pode ter acesso, rapidamente, a relatórios gerenciais, que indicam automaticamente se um aluno alcançou a nota mínima exigida, de acordo com os parâmetros de desempenho pré-estabelecidos”, frisou. Desta forma, diz ele, além do professor, o gestor da escola, secretário, pedagogo e coordenador de distrito podem fazer melhor acompanhamento pedagógico dos estudantes.

O programa já está em uso em duas unidades da rede – Escola Estadual Nossa Senhora Aparecida, em Manaus; e na Escola Estadual Geny Bentes, localizada no município de Parintins. A previsão é que até o fim deste ano, ao todo, 23 escolas estejam utilizando o sistema. Para o acesso ao sistema, a unidade de ensino deverá contar com a infraestrutura tecnológica adequada, com um computador em cada sala de aula.

A supervisora de Sistemas de Educação da PRODAM, Helca de Oliveira, explica que o professor poderá, também, acessar o sistema fora da escola, utilizando computadores pessoais como notebooks. “Uma das facilidades da ferramenta é que o educador pode administrar o conteúdo, inclusive, de casa, quando necessário. Basta ter acesso à internet”, frisou.

A analista de sistemas da PRODAM, Polyanna Silva, que atuou na fase de desenvolvimento da ferramenta, frisou que o sistema foi desenvolvido com base em modernos padrões de segurança da informação. “Cada professor recebe seu login e senha individual para acessar a ferramenta. Ele poderá visualizar as informações das turmas em que ele ministra aulas”, disse. A Prodam prevê ainda a segurança e o armazenamento das informações lançadas pelos professores no Diário Digital.

Na primeira fase de implantação do sistema serão contempladas as seguintes unidades:

Escola Estadual Ana Neire Marques da Silva, na Cidade Nova;

Angello Ramazzotti, no Adrianópolis;

Arthur Araujo, em Nossa Senhora das Graças;

Belarmino Marreiro, na Cidade Nova III;

Cid Cabral da Silva, no Canaranas;

Dom Milton Correa Pereira, na Cidade Nova II;

Dra Zilda Arns Neumann, na Cidade Nova V;

Ernesto Pinho Filho, no Monte das Oliveiras;

Frei Mario Monacelli, no Alfredo Nascimento;

Inspetora Dulcineia Varela Moura, no Novo Israel I;

Isaac Benayon Sabba, no São Jorge;

Escola Estadual Marcio Nery, no bairro Cachoeirinha;

Marechal Hermes, no Nova Esperança;

Maria Madalena Santana de Lima, no bairro Armando Mendes;

Professor Julio Cesar de Moraes Passos, na Cidade Nova I;

Escola estadual Professor Juracy Batista Gomes, no Amazonino Mendes;

Professor Ruy Alencar, na Nova Cidade;

Professora Jacimar da Silva Gama, em Petrópolis;

Escola Estadual Raimunda Holanda de Souza, no bairro Amazonino Mendes;

Senador Antovila Mourao Vieira, no São Lázaro; e

Escola Estadual Vasco Vasques, no bairro Jorge Teixeira IV.

Por Três Comunicação