Manaus, 26 de Abril de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

PRODAM conquista prêmio nacional, com um dos melhores projetos de TI do Brasil

A PRODAM conquistou o Prêmio TI & Governo com o projeto Sistema Eletrônico de Avaliação (SEA), mais conhecido como Supletivo Eletrônico. O sistema foi desenvolvido pela equipe da Supervisão de Sistemas da Educação (SPEDU), atendendo a uma necessidade da Secretaria de Estado da Educação do Amazonas (Seduc). O software permite a avaliação eletrônica do exame supletivo, realizada por jovens e adultos, na capital e no interior. O SEA ganhará destaque na 8ª edição do “Anuário TI & Governo”, que será lançada neste mês pela Fórum Editorial. A publicação reunirá as 20 iniciativas premiadas e eleitas como as mais inovadoras de todo o país, na administração pública.

O titular da Seduc, Rossieli Soares da Silva, ressalta que uma grande parcela da clientela beneficiada pelo SEA é formada pelas pessoas que não tiveram a oportunidade de finalizar os estudos na idade certa. Ele destaca que o SEA tem um grande alcance social exatamente por oferecer a escolaridade aos adultos na medida da necessidade deles. “O processo todo é bastante simples e ágil. Sabemos que no serviço público é um desafio diário oferecer serviços de qualidade com celeridade. E o SEA atinge essa meta, pois todo o processo é informatizado e de fácil acessibilidade, começando pela inscrição, passando pela realização da prova e sendo finalizado com a divulgação on-line do resultado”, explicou.

Equipe de colaboradores que atuam na SPEDU, setor responsável pelo Sistema Eletrônico de Avaliação, vencedor do prêmio TI & Governo

O SEA já possibilitou a regularização escolar de mais de 38 mil alunos em Manaus. No ano passado, o processo foi ampliado para o interior, chegando a dez municípios – Alvarães, Coari, Iranduba, Itacoatiara, Lábrea, Manacapuru, Maués, Parintins, São Gabriel da Cachoeira e São Paulo de Olivença.

Os 20 projetos selecionados pelo Prêmio TI & Governo foram classificados em três categorias: e-Administração Pública, e-Serviços Públicos e e-Democracia. Na avaliação, feita por profissionais de várias empresas de TI e especialistas da área, foram considerados critérios como caráter inovador, relevância social e envolvimento de recursos humanos.

Por Três Comunicação