Manaus, 22 de Setembro de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Internet sem fio é a nova realidade da inclusão digital


O que para muitos é uma coisa bastante simples, para outros ainda é um mistério – navegar na Internet, através de sistema de comunicação wireless. Essa palavrinha escrita em Inglês, que significa “sem fio” em língua portuguesa, pode soar estranha para a maioria dos amazonenses, que muitas vezes, adquirem aparelhos móveis com sistema wireless ou Wi-Fi, sem dominar a tecnologia.

Com o surgimento de novos serviços high tech e as facilidades para compra de aparelhos móveis como tablets e netbooks, a nova missão dos programas do Governo, voltados para Inclusão Digital, é fazer com que o usuário conheça procedimentos de Informática, mas também seja apresentado a novas tecnologias.

No Amazonas, uma das iniciativas que busca aproximar o cidadão dessa nova realidade é o Programa Amazonas Digital, desenvolvido pelo Governo do Estado, e que está se expandindo pela capital e pelo interior. Coordenado pelas secretarias estaduais de Planejamento (Seplan) e de Ciência e Tecnologia (SECT) e executado pela empresa Processamento de Dados do Amazonas S/A (PRODAM), o Programa tem uma proposta ousada: popularizar o uso da Internet, através do sistema wireless.

Atualmente, o sistema de comunicação wireless é uma das formas mais eficazes de permitir que um grande número de usuários possa navegar na web, ao mesmo tempo, tendo assegurada a qualidade da navegação, conforme explica o diretor presidente da PRODAM, Tiago Paiva. “Já temos a tecnologia disponível. A partir de agora, o nosso esforço está voltado para a expansão do número de pontos de acesso. Além disso, demos início, também, ao trabalho de orientação sobre como acessar a rede sem fio, por meio de palestras nos locais onde o sistema está disponível”, frisou. Nos encontros, diz ele, o usuário conhece o passo a passo do acesso ao Amazonas Digital – do cadastramento à navegação.

Como acessar – O Líder do programa Amazonas Digital pela Prodam, João Guilherme, explica que os usuários têm acesso livre e ilimitado à internet com velocidade de 2 megabits, por meio de aparelhos pessoais com capacidade para internet sem fio (Wi-Fi). Ao localizar a rede wireless pelo celular, tablet, lap top, netbook ou qualquer outro equipamento móvel, o usuário deve efetuar o cadastro, que é um processo simples. “Antes de tudo, o usuário deve ter certeza de que o seu equipamento possui as configurações adequadas para acessar a rede. Antes de adquirir o aparelho, é importante confirmar com o lojista se a tecnologia Wi-Fi está disponível. Caso já tenha um equipamento, pode tirar a dúvida na operadora”, ressaltou.

Na tela inicial do Amazonas Digital, o internauta encontrará o espaço de login, onde estão disponíveis os links ‘Cadastre-se’, ‘Recupere a Senha’ e ‘Mapas de Abrangência do Sinal’, na parte inferior da página. O usuário que nunca utilizou a rede deverá, no primeiro acesso, clicar no campo ‘Cadastre-se’. Após o clique, aparecerá a tela de Cadastro, onde ele irá preencher, com seus dados pessoais, os campos ‘Nome’; ‘Sobrenome’; ‘CPF’ – sem pontos, nem traços; ‘Senha’ – de no mínimo oito caracteres, que podem ser letras ou números; e ‘Confirmação de Senha’, onde ele terá que repetir a senha escolhida, para confirmar o cadastro. Após clicar no campo “Enviar”, ele deverá abrir o seu navegador de Internet (software que permite a navegação), para fazer o primeiro acesso. O internauta poderá utilizar os navegadores Internet Explorer, Mozila Firefox, Safari e Google Chrome. Nos acessos seguintes, o usuário precisará apenas inserir o seu CPF e a Senha.

A estudante Ana Carolina Souza, 20 anos, considerou o processo rápido e fácil, após realizar o seu cadastramento no Amazonas Digital, durante a última palestra dos técnicos da Prodam, nesta semana, no Centro de Convivência do Idoso, no bairro Aparecida, onde o sistema já está em funcionamento. “Vou retomar minhas aulas na faculdade, no próximo mês. E já não pagarei Internet para fazer minhas pesquisas. Faço aulas de Informática aqui no Centro e, além disso, poderei treinar o acesso à web, nas horas vagas. Tudo isso é importante para valorização do meu currículo”, avaliou. Moradora do bairro São José, ela disse que pretende utilizar , também, a rede do Amazonas Digital disponível no Pronto Atendimento ao Cidadão, do bairro.

Onde acessar – Na capital, o serviço já está em funcionamento em 15 pontos de acesso – no Centro Estadual de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, localizado na Avenida Brasil, s/nº, Santo Antônio, zona oeste; e no Centro de Convivência do Idoso, na rua Wilkens de Matos, no bairro Aparecida, zona Central de Manaus. Está disponível, também, em todas as seis unidades do Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) e em sete praças públicas – da Polícia e São Sebastião e no Prosamim do Igarapé de Manaus, Parque Jeferson Péres, Mestre Chico, Alvorada e São Raimundo.

Tiago Paiva explica que, até o fim de maio, o sistema também será implantado nos seguintes centros de convivência: Pe. Pedro Vignola (Cidade Nova II, zona Norte); Theonizia Lobo (Mutirão, Amazonino Mendes, zona Norte); Maria de Miranda Leão (Alvorada, zona Centro-Oeste); André Araújo (Raiz, zona Sul); e CECF 31 de março (Japiim, Centro-Sul). Nestes locais, a ação conta com apoio a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (SEAS). A próxima etapa de expansão do Programa, em Manaus, é a instalação dos pontos de acesso à internet em 230 unidades da rede estadual de educação.

O Programa Amazonas Digital também está em funcionamento no interior, nas sedes dos municípios de Tabatinga, São Gabriel da Cachoeira, Japurá, Eirunepé, Boca do Acre, Carauari, Tefé, Coari, Barcelos, Humaitá, Manicoré, Manacapuru, Maués, Itacoatiara e Presidente Figueiredo.

Por Três Comunicações