Manaus, 22 de Setembro de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

BID quer adotar como modelo o Sistema de Gerenciamento do Prosamim

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) quer adotar o Sistema de Gerenciamento do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) como modelo a ser utilizado pelos projetos aos quais conceder financiamento a partir de agora.

O Sistema de Gerenciamento do Prosamim (Sigpro) foi desenvolvido pela empresa Processamento de Dados do Amazonas S/A (Prodam).

A convite do BID, os analistas da Prodam estão em Brasília nesta terça-feira, 24 de janeiro, para apresentar o Sigpro, criado com a proposta de melhorar a gestão, planejamento e aplicação de recursos do Prosamim.

“O sistema foi produzido para atender os requisitos do BID, que exige um controle total do cronograma físico-financeiro dos projetos que financia. O convite que recebemos mostra que o sistema tem sido eficiente, tanto que deverá tornar-se referência para outros projetos”, ressaltou o diretor técnico da Prodam, Alexandre Guimarães.

O Sigpro está estruturado nos módulos Gestão de Planejamento, Gestão Física; Gestão de Usuários; Gestão Financeira e Contábil e Tabelas Básicas, que estão integrados entre si e aos principais sistemas em operação do Estado, como AFI (financeiro), Sicop (obras públicas), Suhab/Habitar (habitacional) e Sproweb (documentação).

O sistema é utilizado de forma direta por 30 funcionários da Unidade de Gerenciamento do Programa (UGPI), além de centenas de pessoas que, indiretamente, têm acesso às planilhas, relatórios e balanços disponibilizados pelo programa. A Equipe de Gerenciamento e Desenvolvimento (Gedes) da Prodam que trabalhou no projeto é formada por três analistas de sistemas e cinco desenvolvedores.

Processo de implementação – Segundo o chefe da Divisão de Apoio ao Desenvolvimento da Prodam, Lelson Lopes, o sistema começou a ser implementado em novembro de 2009. Ao longo do ano de 2010, foi desenvolvido o módulo de Gestão Financeira-Contábil, e, em 2011, o de Gestão de Planejamento, incluindo a Gestão Física, o controle da área ambiental e de contratações de empresas para execução das obras.

“O objetivo geral do sistema é integrar e compartilhar, de forma rápida e segura, todas as informações geradas pelos diversos setores da UGPI e demais órgãos envolvidos”, explicou.

Na prática, o sistema melhora a eficiência da gestão, permite que as obras sejam executadas de forma mais ágil e evita desperdícios e atrasos que possam causar transtornos à execução do Prosamim.

“O programa trabalha a questão de planejamento e aplicação dos recursos, controle de pagamentos e faturas referentes às obras. Além disso, ele produz relatórios gerenciais e analíticos a respeito dos recursos e um registro de toda parte contábil”, afirmou Lelson Lopes.

Sobre o Prosamim – O Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) foi criado em 2006, pelo Governo do Amazonas, para promover saneamento, desassoreamento e utilização racional do uso do solo às margens dos igarapés, com vistas à manutenção do patrimônio natural e melhoria das condições de vida da população envolvida. O programa recebe financiamento do BID.