Manaus, 26 de Junho de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Policiais militares e civis recebem treinamento para utilizar novo Sistema Integrado de Segurança

Após concluírem o curso de Policiamento Comunitário, os policiais civis e militares que atuarão no programa Ronda no Bairro estão sendo treinados para utilizar o Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), o novo software que irá integrar as ações da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP). O treinamento faz parte da preparação para implantação do programa, criado pelo governador Omar Aziz. Para a primeira etapa do Ronda no Bairro, 1.331 policiais militares e 358 policiais civis serão treinados para operar o novo sistema.

 O Sisp foi desenvolvido pela empresa Processamento de Dados Amazonas S/A (Prodam) e vai englobar o atual software usado pela SSP. De acordo com o Tenente Sette, integrante do corpo técnico da Comissão Especial do Programa Ronda no Bairro, o Sisp é mais amplo que o sistema atual, o Infopol, que hoje apenas armazena ocorrências. O novo software permitirá o cruzamento de dados online.

 Segundo Sette, o novo sistema também poderá ser usado na fiscalização de veículos. Em tempo real o policial terá, por exemplo, como averiguar a placa de um veículo. ?Nós teremos como saber, ainda na rua, se determinado automóvel tem placa fria ou se o carro é roubado. Isso vai beneficiar a população, pois a recuperação dos veículos será mais rápida e mais eficaz?, afirma.

 Outra vantagem do programa informatizado é a prevenção ao crime, aponta o tenente. Durante as visitas comunitárias e solidárias feitas pelos agentes do Ronda no Bairro, conforme previsto no programa, serão gerados relatórios com as informações coletadas junto à comunidade. ?O policial vai estar mais perto do cidadão e o próprio comunitário poderá ajudar a polícia na prevenção e repressão de crimes?, completa o tenente.

 Tecnologia

 ? O Sisp deverá estar presente em todas as viaturas do Ronda no Bairro. Por meio de computadores portáteis (tablets) os agentes terão acesso a todas as informações do Sistema de Segurança Pública do Estado. Além disso, os dados que forem registrados servirão de base para as investigações, integrando o trabalho das Polícias Militar e Civil. O próximo passo será interligar o Sisp ao Poder Judiciário do Estado a fim de que a Justiça também acesse e compartilhe essas informações.

 Os 1.331 policiais militares e 358 policiais civis que recebem capacitação para utilizar o Sisp integram o efetivo que atua na zona norte de Manaus. ?A medida visa familiarizar esses agentes para que eles já saibam usar o sistema quando as viaturas do Ronda no Bairro chegarem?, explica Sette.

 Cada viatura do programa será equipada com equipamento de GPS, que dará a localização exata do veículo e permitirá o acompanhamento do percurso, durante os deslocamentos.  A viatura terá seis câmeras instaladas, sendo uma com iluminação para busca noturna, sistema de radiocomunicação, um telefone móvel (que será afixado no veículo), um identificador biométrico, tablet, para acesso ao SISP e impressora para emissão de boletins de ocorrência. As imagens geradas no veículo também ficarão armazenadas, nas viaturas, pelo período de 15 dias.

 Agência de Comunicação do Amazonas – 13.12.2012