Manaus, 26 de Abril de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Ponte vai levar internet banda larga para o outro lado do Rio Negro

Além de encurtar as distâncias entre os municípios da Região Metropolitana de Manaus (RMM), a Ponte Rio Negro, que inaugura na próxima segunda-feira, dia 24 de outubro, data do aniversário da cidade, vai levar internet banda larga mais veloz para o outro lado do rio.

Governo do Estado, por meio da empresa Processamento de Dados Amazonas S/A (Prodam), está instalando cerca de 9 quilômetros de cabos de fibra ótica, da sede do Governo, na avenida Brasil, Compensa, até a cabeceira da Ponte, no lado de Iranduba. Entusiasta do processo, o governador Omar Aziz ressalta que a rede de fibra ótica vai garantir a transmissão de dados e de imagem em velocidade de Gigabites por segundos, uma nova realidade para aquela região, hoje atendida por internet via satélite e de baixa qualidade. “A Região Metropolitana precisa ter cobertura de internet adequada à sua realidade. As perspectivas de desenvolvimento que se abrem a partir da inauguração da ponte são enormes. Teremos expansão industrial, comercial e residencial para aquela área”, explica, ao destacar, também, seu plano de construir em Iranduba a Cidade Universitária, que vai integrar todas as unidades da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

O diretor presidente da PRODAM, Tiago Paiva, ressalta a importância da iniciativa, que permitirá a interligação de órgãos públicos de Iranduba, Manacapuru, Novo Airão, entre outros municípios da RMM, à Rede Metropolitana de Comunicação de Dados de Manaus (MetroMao), o sistema de cabeamento de fibra ótica de transmissão de dados do Governo do Amazonas.

De acordo com o secretário da Região Metropolitana, René Levi Aguiar, a ligação dos municípios da RMM por uma rede de fibra ótica confiável e de alta velocidade vai garantir a interação permanente e constante entre eles, projeto que vem sendo chamado de conurbação virtual. O projeto vai além dos órgãos públicos e poderá integrar empresas de comunicação que atuam no Estado e que têm interesse em estender seu alcance e melhorar a atuação nos municípios.

Monitoramento por câmera – Ao mesmo tempo em que instala os cabos de fibra ótica, a PRODAM está implantando, ao longo da ponte, dez câmeras, que vão permitir o monitoramento de toda a movimentação na área, além de um sistema informatizado para integrar os órgãos do Centro de Controle de Operações. “Estamos trabalhando, hoje, para fazer a integração tecnológica entre o software de monitoramento e os sistemas estaduais de trânsito e segurança. A previsão é de que, já na inauguração da Ponte, essa estrutura esteja toda montada”, afirma Tiago Paiva.

Quatro das dez câmeras instaladas na Ponte terão a função de fazer a leitura de placas, modelo e cor dos veículos, o que vai possibilitar ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) cruzar os dados colhidos com o Sistema de Controle de Veículos (CVMT) do Estado do Amazonas. Paiva acrescenta que estas câmeras ficarão estrategicamente posicionadas nas cabeceiras da ponte, em Iranduba e Manaus. As outras seis câmeras terão o software integrado ao sistema de monitoramento do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).

Sob a coordenação do Detran-AM, a base do Centro de Controle de Operações vai funcionar no local onde estava instalado o canteiro de obras da Ponte. Neste espaço, a PRODAM instalará também um link de Internet integrado com a rede MetroMao, que vai permitir maior velocidade no tráfego dos dados entre o Centro de Controle de Operações e outros órgãos do Governo do Estado.

Além do Detran-AM, irão também atuar na base de operações a Defesa Civil do Estado, Polícia Militar, Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Estado do Amazonas (Arsam), Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) e outros.

Por Adyam  Litaiff – Três Comunicação.

Com informações da AGECOM.