Manaus, 27 de Abril de 2017
Call Center: 0800-0922626 / (92) 2121-6490

Entrevista: Líder da Supervisão de Educação fala sobre o Prêmio e-Gov

A Tecnologia da Informação hoje é instrumento imprescindível para possibilitar a prestação de serviços essenciais à população. É o caso do Sistema de Avaliação Eletrônica (SEA), desenvolvido pela PRODAM, e que ganhou o mais importante prêmio do segmento de Governo Eletrônico, o e-Gov.

A premiação ocorreu no dia 31 de agosto, em Porto de Galinhas (PE), durante a abertura do 39°Seminário Nacional de TIC para Gestão Pública – SECOP 2011.

O SEA é utilizado pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e visa atender com maior qualidade e agilidade aos estudantes que desejam realizar o exame supletivo. Ao todo, o SEA já possibilitou a regularização escolar para mais de 21 mil jovens e adultos.

Para isso, a Seduc montou um laboratório, na sede da Secretaria, no bairro Japiim, para atender diariamente até 250 pessoas que desejarem concluir o ensino médio e fundamental.

O SEA utiliza a tecnologia Touch Screen (também conhecida no Brasil como tela sensível ao toque). O aluno realiza uma avaliação eletrônica, escolhendo as opções de respostas com apenas o toque na tela. Essa nova ferramenta substitui às tradicionais provas manuscritas.

Em entrevista ao Diário PRODAM, o Supervisor de Sistemas de Educação, Daniel Tadeu Martinez, fala sobre a importância da conquista desse prêmio para a PRODAM e também comenta sobre o cenário nacional de TIC para a modernização da gestão pública.

1. Qual a importância da conquista desse prêmio para a PRODAM?

Este prêmio é de grande relevância para a PRODAM sob dois aspectos: posicionamento no cenário nacional de e-Gov e o incentivo interno a inovação. Esta solução, dentre as finalistas, foi a única representante da região Norte, o que já é um fator de grande responsabilidade. Isto se amplifica pelo fato de termos recebido o Prêmio e-Gov , concorrendo com grandes soluções de vários Estados. Estes itens demonstram a importância da PRODAM no Estado do Amazonas, desenvolvendo soluções inovadoras em que o principal beneficiado é a população, e nacionalmente, dado que o Sistema Eletrônico de Avaliação já despertou interesse de outros Estados, como Acre, Mato Grosso, Roraima e Pernambuco. Internamente, esta solução motiva bastante os colaboradores da empresa, buscando cada vez mais gerar soluções de qualidade que agreguem valor para o Poder Público e para os cidadãos.

2. Como surgiu a idéia de desenvolver o Sistema de Avaliação Eletrônica?

O Sistema Eletrônico de Avaliação surgiu diante do cenário em que eram realizadas as provas do Supletivo. Estas provas ocorriam anualmente, no formato de um concurso, com custos elevados para a SEDUC e dificuldades para o atendimento de Portadores de Necessidades Especiais. Com base nisso, foi avaliado que a demanda para o Supletivo é contínua, em que as provas anuais dificultavam o avanço acadêmico e profissional do seu público alvo. Surgiu assim a ideia de ser montada uma estrutura com atendimento continuado, com baixos custos de implantação e operação que permitisse o atendimento, também, de Portadores de Necessidades Especiais.

3. Como você vê importância da Tecnologia da Informação em prol do cidadão?

A Tecnologia da Informação e Comum exerce papel fundamental em prol do cidadão, seja nas aplicações Governo-para-Cidadão (G2C), Governo-para-Governo (G2G) e Governo-para-Empresas (G2B). As aplicações G2C possuem um benefício claro e direto para a sociedade, permitindo o acesso da população a serviços públicos, como consulta de multas e realização de Supletivo. As soluções G2G visam dinamizar e melhorar procedimentos do Poder Público, dando celeridade nas respostas ao cidadão e em suas ações realizadas. Por fim, abordagens G2B visam integrar a iniciativa privada a processos internos do Governo, como por exemplo, no pagamento de multas. Como pode ser percebido, mesmo com três categorias o grande beneficiado é a população, seja de forma direta ou na otimização do gasto público.

4. Como você avalia o cenário nacional de desenvolvimento de inovações tecnológicas voltadas ao Governo Eletrônico e como a PRODAM pode contribuir com esse processo?

Diante da importância da TIC para o Poder Público e dos grandes benefícios para a população, este tema já faz parte das estratégias de Governo e de Secretarias de Estado. Tais iniciativas, as quais necessariamente requerem inovação (sejam incrementais ou radicais), buscam alinhar as necessidades da sociedade, com a melhoria de processos internos e a otimização do gasto público. Por conta disso, a construção de um Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação (PDTIC)  assume papel fundamental, direcionando as diversas ações de Governo Eletrônico em estratégias de curto, médio e longo prazo.

Neste cenário a PRODAM pode contribuir amplamente, dada sua experiência no desenvolvimento de soluções de TIC em diversos segmentos do Poder Público como educação, administração, planejamento e trânsito, por exemplo. Assim, aliando a experiência, com o excelente corpo técnico e o grande potencial de inovação que possuímos, com certeza a PRODAM tem grandes contribuições realizadas e por realizar no Governo Eletrônico.

Por Andreia Nunes, 23/09/2011
Assessoria de Comunicação – PRODAM S/A